Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

Os combustiveis voltaram a aumentar...yupi a sorte é que prefiro sempre os transportes publicos e as minhas pernas ao carro, mas indepedente disso pergunto: onde irá parar?Nos 150 dolares? Mais?

Se temos vivido até agora numa pseudo-crise, com estes aumentos constantes, iremos vivenciar rapidamente a real crise. P/quem não percebe: se os combustiveis aumentam, aumentam os bens alimentares (todos são transportados por bichos comedores de combustivel), o vestuario/calçado (pelo mesmo motivo) etc. Diminui o turismo interno e externo o que implica menos receitas para o país e blablabla.

Não há quem diga BASTA?!

 

E não digam que:

* a culpa é deste governo porque é de todos nós! Nós somos o governo e ele é o nosso reflexo, havendo sempre algumas excepções claro

* se estivesse outro partido a governar seria diferente, porque esse oàsis só duraria  alguns meses. Não há cor ou partido que faça milagres, porque todos têm a mesma origem -de luxo -e enquanto não colocarem alguém que saiba o que significa lutar para chegar longe, tudo será igual. O país precisa de ser governado por verdadeiros gestores (e não se entenda licenciados em gestão) com mão firme e sem medo de dizer NÂO e Não. Nisto Sócrates até começou bem, negando privilegios a classes já priveligiadas como a dos professores mas ultimamente tem vindo a demonstrar algumas "aberturas",

* precisamos de ajudas, de subsidios, porque aqui é que me salta a tampa!Que subsidios??? Foi à custa destas "borlas", que muitos portugueses tornaram-se preguiçosos e sem objectivos: é sempre mais facil estar no sofá e receber dinheiro, do que receber dinheiro a mudar o sofa de sitio. Há familias que têm casas do estado, subsidios de desemprego, RSI, abonos sem penalizações, livros e transportes de graça para filhos, infantarios do estado,mercearia mensal gratuita e...um Mercedes à porta. Há quem trabalhe e receba por exemplo 500€ ou 600€, milhares ainda a recibo verde, e tenha de pagar tudo sem uma pequena ajuda. Já não me interessa saber se é correcto ou não mas sim se é digno. Porque quem trabalha tem de suportar tudo, independemente dos seus ordenados e quem ganha um subsidio fica logo com acesso quase garantido a mais? Porquê? Porque é facil obté-los e porque somos um país de fado: todos sabem lamuriar-se e uns melhor que outros, claro está. Os únicos subsidios a existir, a meu ver, deveriam ser o de doença, maternidade, desemprego (com muita fiscalização) e um outro chamado SALARIO, de igual direito de acesso a todos, independente da idade, sexo, raça e volume adipocito. Não, não me esqueci do de NaTal nem de Férias. Simplesmente não sou a favor: quem quer dinheiro para férias e prendas, poupe. Era bem melhor receber pelas horas extraordinarias que se fazem do que receber tal, até porque no fim levariamos mais para casa e ainda se estimulava o empregado e isso faria, simplesmente, este país andar...estranho não, como medidas tão simples poderiam fazer a diferença? Mas é verdade, há uns anitos atras, as empresas ofereciam premios de produtividade, de presença e ainda pagavam horas extra e não se assistia a este clima.

 

Atiro o chapeu bem alto aos paises africanos que agora lutam por melhores condições e espero que não terminem tão cedo e que esta epidemia chegue cá...óptimo filtro que seria.



publicado por soprosdemar às 22:40 | link do post | comentar | favorito

Escuto
EU
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Novos trapos

Compostela no Feminino II

Compostela no Feminino I

Gosto :)

Apenas...

Dia perfeito

Hoje

È oficial!

Plenitude

Saudades...

E mais nada!

Cesto roupa suja

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

Outros estendais
Escuto
Visitas
blogs SAPO
subscrever feeds