Segunda-feira, 06.06.11

Existem objectivos que são inerentes à nossa existência como se tratassem de parasitas e outros que surgem espontaneamente, sem motivo racional. A alguns anos para cá,  acredito na máxima de não existir coincidências na nossa vida: os acontecimentos, as pessoas e as coisas materiais surgem quando são necessárias no nosso caminho, por mais irreais, dolorosas e ilógicas que pareçam no momento...têm sempre razão para ser. Costumo mencionar que servem de ponte para o nosso destino, mesmo que por caminhos tortuosos e se hoje não as entendemos, talvez amanhã consigamos. Neste âmbito, estava longe de imaginar que um dia pendurar uma mochila pesada (+/- 6-7kg) nos meus ombros e caminhar durante dias a fio, seria um propósito até que... aconteceu.

Hoje, enquanto lêm estas palavras, já muitos passos terei dado em direcção a Santiago de Compostela. Se no inicio, pretendia trilhar este percurso sozinha, confesso que me alegra levar uma companhia, e como sugere o titulo deste post, feminina. Esta companheira é a prova do que escrevi no anterior paragrafo: travamos conhecimento a nivel profissional e sem que ninguém esperasse entramos na vida da outra sem entendermos como nem porquê. Talvez seja só para sermos caminheiras neste percurso ou algo mais, não sei...a vida acabará por responder e independentemente da razão, agradeço-a porque é uma pessoa impecável, de uma ternura e doçura enorme, e tentarei obter o máximo de aprendizagem.

Mas porquê caminhar durante 230km? Não encontro uma única resposta, apenas um conjunto de factos que talvez tenham impulsionado esta decisão. Talvez o péssimo ano de 2010, repleto de quebras e perdas; um 2011 recheado de sensações/certezas em que para evoluir há que quebrar com o que angustia; encontrar respostas ou apenas fugir: abandonar a comodidade dos ultimos anos que nem sempre foi saborosa e encontrar-me com um presente diferente, vivido com dias de plenitude e paz, e com um futuro inesperado mas certamente vitorioso e feliz. Reforçada pela missiva de Paulo Coelho "pelo nosso pé e passo qualquer um é absolutamente capaz de fazer o seu caminho, de atingir o seu sonho (...)". Ou então, o motivo talvez não seja nada disto.

Sem pretensões de algo como em "O Diário de um Mago", mas com inúmeras convicções porque mais do que passar pelo caminho, será este a encontrar-me e a passar por mim. Aprendi a estar alegre com pouco e talvez agora a vida seja finalmente generosa até porque sempre pedi muito e parafraseando Paulo Coelho: " ninguém gosta de pedir muito da vida, porque tem medo da derrota". Esta não receio desde que consiga levantar-me e lutar, acredito sempre em vitórias.

 

Com tudo isto, hoje serão perto de 40,90km desde a minha terra a Barcelos, apenas guiados por pequenas setas amarelas.

Hoje, será o primeiro dia do Renascer!

 

da net


publicado por soprosdemar às 08:25 | link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 10.05.11
da net

 

Está decidido... daqui a menos de um mês estarei aqui, após milhares de passos dados.

Neste momento, sinto-me corajosa e optimista de sucesso neste esforço fisico e psicológico.

E agora, há que condensar o minimo indispensavel, em curta bagagem com o menor peso possivel (gosto deste despudor em libertar-mo-nos do que não faz falta).


sinto-me corajosa

publicado por soprosdemar às 21:28 | link do post | comentar | favorito

Escuto
EU
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Novos trapos

Compostela no Feminino I

È oficial!

Cesto roupa suja

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

Outros estendais
Escuto
Visitas
blogs SAPO
subscrever feeds