Terça-feira, 15.02.11

 

E eu a pensar que até era bastante economizadora de espaço...


tags: ,

publicado por soprosdemar às 22:43 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 06.05.10
da net

Apesar de ser profissional de saúde e ter recusado no ano passado a vacinação da gripe A, é importante destacar o aviso / apelo da Direcção Geral de Saúde lançado na semana passada até porque a partir deste mês, inumeros portugueses começam a gozar férias:

 

As pessoas que planeiem viajar para o hemisfério sul, nomeadamente para o Brasil, onde nesta altura é Outono e começou a aparecer uma segunda onda de gripe A (H1N1), devem ser vacinadas, recomenda a subdirectora-geral da Saúde, Graça Freitas.“Aconselhamos vivamente a vacinação de pessoas que vão viajar para o hemisfério sul, onde está a começar a segunda onda da epidemia, nomeadamente o Brasil”, disse aquela responsável à agência Lusa.

A responsável afirmou ainda que, em Portugal, a campanha de vacinação está “numa fase estacionária”, mas “será retomada no Outono”. “Até ao momento recebemos dois milhões de doses para o país e no Outono/Inverno vacinámos 700 mil pessoas. Gostava que a taxa (de vacinação) fosse mais elevada, mas na Primavera não há a tendência de as pessoas se vacinarem contra a gripe”, explicou a especialista.

Graça Freitas disse ainda ter “expectativas muito positivas” de que, “agora que passou muito do alarme contra a vacina, em Setembro as pessoas percebam que vão ter vantagens em vacinar-se”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A



publicado por soprosdemar às 00:45 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 04.05.10

Tanto que eu tenho dito isto, não é maridão??

Eu la quero saber em ter 2 ou 3 carros, ou um plasma gigante, ou um roupeiro cheio de roupas e sapatos..nahhhhhh. Eu quero é conhecer pequenos mundos repletos de beleza e aventura. Um dia que tenha filhos, espero deixar-lhes como herança a riqueza cultural da nossa Terra!

E este desabafo deve-se ao seguinte artigo:

 

"Acha que se comprar um carro ou um televisor de grande ecrã fica mais feliz? Não. Segundo um estudo norte-americano, o melhor é gastar o seu dinheiro numa viagem ou em bilhetes para eventos culturais.

Uma pesquisa realizada pela Internet, publicada na semana passada no jornal britânico "Daily News", refere que as mulheres norte-americanas dedicam, em média, três anos das suas vidas a fazer compras. Os dados são ainda mais precisos: nos primeiros 63 anos de vida, elas gastam 25.184 horas e 53 minutos em compras. Embora comprem também os produtos necessários para os restantes familiares, investem sobretudo em roupas, acessórios, sapatos e produtos de higiene. Mas será este tempo, e, já agora, dinheiro, gasto de um modo gratificante? Parece que não, segundo um estudo publicado no “Journal of Personality and Social Psychology”. Ao avaliarem oito investigações sobre o comportamento no consumo, os psicólogos da Cornell University, em Nova Iorque, verificaram que o ser humano tende a comparar os seus bens com os de outras pessoas. Por isso, segundo os cientistas, as experiências trazem mais satisfação, já que são mais pessoais e de difícil comparação com as dos outros. "Imagine-se que compra um televisor de ecrã plasma e que está muito contente com ele. Mas depois vai a casa de um amigo e ele tem outro com uma imagem maior e melhor. Isso vai deixá-lo triste e aborrecido", explicou Thomas Gilovich, um dos autores do estudo. Mas, por outro lado, "se você for de férias para as Caraíbas e o seu amigo também, você tem as suas memórias e experiências únicas, que mais ninguém tem e que faz com que as suas férias sejam especiais".

Há mais de uma década que a equipa liderada por Van Boven estuda a relação custo/benefício da procura da felicidade através da aquisição de experiências de vida, como viajar e ir a concertos, versus a aquisição de bens materiais, como carros de luxo e jóias. Dessa análise, o investigador não tem dúvidas de que, em termos de gratificação, a compra de produtos não se compara ao prazer das experiências. "Descobrimos que os bens materiais não fornecem tanta felicidade duradoura como o exercício de experiências de vida", assegura Van Boven. Em resumo, a mensagem que passa neste estudo agora publicado, é que investir em bens materiais não só nos traz menos felicidade do que o investimento feito em experiências de vida, como também, espantem-se os mais incrédulos, nos torna menos apreciados pelos nossos pares. Numa experiência anterior, a mesma equipa de investigadores usou dados de um inquérito sobre o consumo nos EUA, no qual as pessoas eram incentivadas a dar a opinião sobre alguém que tinha comprado algo, como uma camisa, uma viagem ou um bilhete para concerto. Verificaram que o facto de saberem que a compra tinha sido de bens materiais levava as pessoas a terem menor consideração pelo outro. Os investigadores explicam essa atitude à luz dos estereótipos que estigmatizam as pessoas materialistas, como o facto de serem egoístas e egocêntricas. Contudo, quando o dinheiro era gasto em viagens ou novas experiências, com maior frequência, os outros consideravam a pessoa em questão como altruísta e amigável. Em comunicado de imprensa, o investigador explica: "O erro (das pessoas) às vezes é acreditarem que os bens materiais nos fazem ganhar estatuto social e a admiração dos outros, e têm a ilusão de que as compras vão melhorar as relações sociais", disse o investigador, acrescentando que, de facto, ser-se materialista parece ter exactamente o efeito oposto. “Isto é realmente problemático, porque sabemos que a qualidade das relações é um dos melhores indicadores de felicidade, saúde e bem-estar.”

Os investigadores aconselham a que repensemos a nossa vida de um modo positivo, dado que perseguir bens materiais não é uma decisão muito sensata. “Vários estudos já constataram que as pessoas materialistas tendem a gastar mais dinheiro com a saúde mental, dado serem mais propensas à depressão.”

E é possível deixar de ser materialista? Van Boven diz que não há uma solução rápida, mas que é possível fazê-lo, começando, por exemplo, por nos juntarmos a pessoas menos interessadas em bens materiais.

 

in “Journal of Personality and Social Psychology



publicado por soprosdemar às 12:31 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15.04.10

 A Ryanair vai disponibilizar um novo serviço de bordo. A frota de 225 aviões vai ser apetrechada de máquinas de venda automática de produtos. A ideia é reduzir os custos com hospedeiras de bordo e aumentar a produtividade.
A aplicação desta medida está marcada para o próximo mês de Junho. A partir dessa altura, os passageiros vão poder «adquirir bebidas quentes e frias, sandwiches, snacks, gelados, preservativos e cigarros sem fumo, directamente das máquinas de venda automática», explica a empresa, em comunicado. 

Diminuir «as tarifas de voo ao público» parece ser também o intuito da companhia aérea de baixo custo com a instalação dos novos aparelhos.

Fonte: Agência Financeira
 
 
Logo que não terminem com o piloto e a totalidade dos hospedeiros de bordo, tudo bem. Senão quem chamará à atenção dos espanhóis que fazem do avião um concurso de "Quem fala -grita - mais alto?"
 
 

sinto-me
tags: ,

publicado por soprosdemar às 13:51 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 15.08.09

Finalmente restam poucas crostas deixadas pelas vesiculas da varicela. Ficaram algumas marcas, talvez para não me esquecer, que ainda acredito que irão desaparecer.

Mas o mais importante, e a finalidade deste post, é apregoar a todos os estendais que.... a roupa vai ficar de molho e a corar que é como quem diz: vou de FÉRIASSSSSSS E que felicidade irradia dos dedos enquanto digito esta noticia, apesar de um pequeno sabor amargo porque o programado seria hoje já estar a uns 550km de cá mas as vicissitudes laborais obrigaram a uma pequena mudança de planos e assim, fora do habitual, ontem comemorei o 5ºaniversário de casamento sem estar de férias! Mas enfim, foi na mesma agradável e romântico.

È já daqui a poucas horas que digo com muita alegria: adeus Portugal e até Setembro, que espero tarde a chegar.

Faço intenções de ir postando durante as férias, caso encontre wi-fi,  contudo deixo um cheirinho de 2 destinos já definidos- porque entre eles vai-se à descoberta e se estas férias forem uma clonagem do ano anterior, descobriremos alguns paraisos.

Como 3 semanas de mero descanso é uma seca, repartimos as mesmas por cultura e no término, inspira-se ao máximo a plenitude do descanso sob -espero - muito calor.

A cultura e conhecimento serão apreendidos aqui:

retirado da net 

O ócio será a aproveitar a energia deste paraíso, não só nesta:  

 

da net

 

ou esta:

da net

 

 ... mas de preferência passar por todas

 

Para mim e para todos os que ficam ou partem em busca de novas culturas apenas desejo umas férias inesquecíveis e muitoooooooooooo calor!

 


sinto-me sem pressas de regressar
música Pais tropical - Daniela Mercury

publicado por soprosdemar às 22:19 | link do post | comentar | favorito

Escuto
EU
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Novos trapos

Como colocar muito em pou...

H1N1 e Hemisfério Sul

Viagens = felicidade!

Hospedeiras automáticas l...

Roupa de molho!

Cesto roupa suja

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

Outros estendais
Escuto
Visitas
blogs SAPO
subscrever feeds